<$BlogRSDUrl$>

Um blog para todos os portugueses que se queixam da vida, num diário de uma Ex-jornalista que ... contava porcos como actividade profissional!! E como a vida nem sempre é tão cor-de-rosa como gostaríamos que fosse... Que o seja pelo menos aqui!

29 fevereiro 2004

Alguém me explica… 

… Porque é que não existe um único médico português no Serviço de Urgências do Hospital Distrital de Leiria?

Não é que me esteja a queixar do atendimento pelos médicos vindos dos PALOP, antes pelo contrário. São só vantagens:

- Com tantas viroses que andam sempre por aqueles lados, eles identificam qualquer uma das nossas logo à primeira;

- São muito mais atenciosos – O.K., há de tudo em todas as profissões…

- São mais que os espanhóis que estão de serviço com eles, o que nos garante que, se quisermos mandar um médico espanhol passear, podemos sempre trocá-lo por um que fale a nossa língua…

Agora, a verdade é que nunca fui atendida tão rapidamente e de forma tão atenciosa.

Mas isso, se calhar, era porque eles insistiam em ir o maior número possível de vezes à sala de espera da triagem…

A mesma sala onde estava a única televisão existente naquele serviço.

… Televisão essa onde, por acaso, estava a dar o Porto - Manchester United…

Afinal, como dizia a outra “tia” que até escreve umas cenas giras, não há coincidências…

Surrealismo hospitalar 

Na minha mais recente visita ao estabelecimento hospitalar aqui da zona – daí a Porca ter andado um pouco sumida – tive uma conversa completamente surreal.

A minha interlocutora era uma senhora de 70 e poucos anos, estava deitada numa maca e, tal como eu, esperava o resultado de um raio-x, para depois acabar de ser vista por um dos médicos que fazem a triagem nas Urgências.

Vindo do nada, pergunta-me:

- Que horas são?

- São 8 menos 10 (da noite) – respondo-lhe.

- Prontos, ‘tamos fod..das!!

- Desculpe!?!?!? – pergunto eu com uma cara completamente aparvalhada…

- Então não, menina? Não tarda nada começa a bola e ninguém vai querer saber de nós, pois enfiam-se nos gabinetes a ver o futebol…

E depois ainda dizem que os mais velhos não percebem nada…
Não percebem eles pouco!!!

Mensageiros do fim do mundo 

No outro dia, li o seguinte numa revista brasileira online, a “Veja”:

« (…) as cenas de pânico global mostradas em filmes como “Armageddon” e “Impacto Profundo” quase se tornaram realidade.
Um grupo de astrónomos revelou que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, quase foi avisado da chegada de um asteróide à Terra. Depois de alguns minutos, os cientistas descobriram que o asteróide não atingiria o planeta, evitando um vexame para Bush».

Ora, eles só sabiam que o cometa iria cair no hemisfério norte do planeta… E Portugal fica no hemisfério norte.

A última coisa que eu queria era um tipo burro como George W. Bush a dizer-me que tinha os dias contados.

Sim, aquele mesmo senhor que, numa visita à América Latina, afirmava ter «pena de nunca ter aprendido latim na escola, pois agora poderia comunicar com estas pessoas».
DAH!!, que é burro ao ponto de não perceber que o latim, tal como a sua futura vida política, está morto!!!

Esta era uma daquelas situações em que dá vontade de matar o mensageiro…
E, se pudesse escolher, a minha opção de mensageiro seria outra…
Tipo Manuela Ferreira Leite, já que se podia protestar…

E a vossa escolha, qual seria??

25 fevereiro 2004

Arma Mortífera: Caniche 

"Um caniche caiu de uma varanda em Buenos Aires em Outubro de 1988. Matou 3 pessoas. Um levou com o caniche na cabeça, o segundo foi atropelado por um autocarro enquanto estava a olhar para o cão a cair, e o terceiro morreu de ataque cardíaco."

in Portal das Curiosidades

24 fevereiro 2004

Curiosidade Porca 

"Uma carga de porcos que se dirigia para a África do Sul teve de fazer uma aterragem de emergência em Londres devido aos peidos que eles davam. Os gases geraram tanto calor que fizeram disparar o alarme contra incêndio do avião. "

in Portal das Curiosidades

Ouvi dizer... 

... Que foi Carnaval?!?!?

Não dei por nada...

23 fevereiro 2004

Eu e o William Shakespeare 

Nunca tinha feito um teste de I.Q..

Se calhar por medo do mesmo me dizer que até um calhau é mais inteligente que eu, ou, simplesmente porque são perguntas a mais - e todas seguidas - para uma pessoa impaciente como eu.

Mas, lá fui a http://web.tickle.com/ e fiz o maldito do teste.

Hoje, passados não sei bem quantos dias, chegou-me isto via e-mail:

"Sara, you are a Word Warrior.

This means you have exceptional verbal skills. You can easily make sense of complex issues and take an unusually creative approach to solving problems. Your strengths also make you a visionary."

Fiquei a saber que sou uma guerreira das palavras!! Uma visionária!!

Até aqui, tudo bem, mas daí a dizerem que tenho o I.Q. do William Shakespeare... O homem era um génio da escrita!!! Eu, conto porcos e tenho este blog!!

O que poderemos nós ter em comum!?!?

22 fevereiro 2004

Alguém responda ao senhor... 

O senhor A.C., crítico de cinema do jornal Expresso, ficou com uma dúvida existencial muito porca depois de ter visto o filme "Um casal encantador", de Lucas Belvaux.

Pede-se aos vividos leitores da Porca que ajudem o senhor A.C. a resolver, pois então, o seu problema:
«Quem já no amor não confia pode confiar no humano?»

20 fevereiro 2004

Parolice ou superstição? 

Dado:

"Devemos trazer sempre connosco um jogo de dados - pois só nos dará sorte. Os dados ficam muito bem num automóvel, como amuleto pendurado no retrovisor, sobretudo se forem de veludo".

in Dicionário das Superstições de Hubert Laurioz

Eu a pensar que os portugueses que andam com aqueles dados enormes, vermelhos na maioria das vezes, de um felpo horroroso, eram uns grandes parolos - principalmente os imigrantes - e, vai-se a ver, a coisa pode não ser bem assim:

- Os imigrantes podem ter aprendido coisas novas nos países para onde foram trabalhar, tal como por exemplo, novas superstições;

- Os portugueses - os que têm os tais dados no retrovisor - são pessoas supersticiosas, sim, mas lêem mais do que eu;

- Eu sou ou burra ou muito preconceituosa;

Alguma destas hipóteses, nenhuma ou "todazelas"?

Se calhar, o tipo que escreveu o livro tem um enfeite destes no seu próprio carro e achou por bem justificar-se perante o mundo...

19 fevereiro 2004

Desporto Aze(ve)do 

«Perigo de fuga» - disse o juíz.

«Palhaçada» - disse a família.

Ping-pong - digo eu.

Esta história de tribunais, processos, prisões, juízes e Vale e Azevedo mais parece um jogo de ping-pong.

Ping: Sou inocente.
Pong: Vale e Azevedo implicado em mais um processo.

Ping: Toma lá um mandato que determina a liberdade.
Pong: Olha aqui os agentes da Judiciária com um novo mandato de detenção.

Ping: Faça favor de sair em liberdade.
(segundos depois)
Pong: Faça favor de voltar para a prisão.

Que outros ping pong se seguirão?

18 fevereiro 2004

As minhocas dos budistas 

Andava eu nas minhas pesquisas para o Manual de Gestão de Crise que estou a elaborar, cujo sector é a suinicultura, - Como seria de esperar!!! - quando o Google me devolve como resultado da procura pelas palavras «food safety guide» o texto que se segue.

Obviamente que o texto apareceu em inglês, - tanto mais que era do jornal Los Angeles Times - mas surge na Porca numa "tradução quase à risca", feita por moi même.

“Uma vez por mês, os proprietários da loja de iscos vivos para pesca da Marina del Rey (Califórnia) ficam com o stock a zero.

Um grupo tibetano de estudos budistas aparece numa caravana, depois da sessão de meditação sobre a «libertação dos seres», e despeja cerca de 1000 a 2000 dólares para comprar tanto isco vivo quanto possível.

Depois, seguem para o porto da Marina e, nos seus rituais, libertam o isco vivo – que, de qualquer das formas, acaba por ser comido por peixes”.

Obviamente que a minha alma ficou aparvalhada, por muitas e diferentes razões, as quais passo a enumerar:

1 - Por que carga de água me aparecem candidatos a monges tibetanos e minhocas quando eu quero um manual de segurança alimentar!?!?

Será que está implícito no texto que estes tipos comem as minhocas e eu nem me apercebi?
Deve ser...
E esta encenação toda deve fazer parte de um dossier do Los Angeles Times, cujo título será qualquer coisa do género: "Como ter hábitos alimentares esquisitos em segurança". Leia-se: "Sem ser apanhado".

Só assim se explica o facto do Google me ter devolvido esta pérola do jornalismo de factos esquisitóides...

2 - Porque é que a maioria deste tipo de episódios, passíveis de serem classificados como «Não lembram ao Diabo»!?!?!? , se passam quase sempre nos EUA?!?!?

Nós também temos Marinas, e portos marítimos!!!
O.K., se calhar os grupos de estudos budistas portugueses não gostam de dar nas vistas...

Mas também temos outras coisas menos discretas, tipo: a Lili Caneças, a Cinha Jardim e, porque não, o Castelo Branco...

Até consigo imaginar o sr. Castelo Branco a largar uma das suas jóias ali na Marina de Cascais, a troco de minhocas, só pra depois poder aparecer com os seus chinelos marroquinos, de cabelos ao vento, com um balde cheio de minhocas numa mão e um espelho na outra...
Depois, claro está, de ter enviado um fax a todas as redações nacionais - tipo Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães quando lhes nasceu o rebento.

E caravanas?!? Também temos!!!
Tanto mais não sejam as do circo!!!
Se bem que, com a crise que anda no meio circense, posso imaginá-los a gastar dinheiro em tudo... Menos em minhocas!!
Se ao menos os leões as comessem...

3 - Desde quando seres como minhocas necessitam de ser poupados à ponta de um anzol para serem largados directamente nas bocas dos peixes?

Para os que não se lembram, as minhocas são acéfalas. Os peixes não.
Aposto que os ditos peixes fazem romarias mensais ao local onde os budistas californianos dão largas à sua "minhoquice"...

4 - Quem é que anda a investir tanto dinheiro por mês na "libertação de seres"?!?!?

Se fossem seres humanos, eu apoiava a cem por cento, mas minhocas!?!?!?
Porquê minhocas!?!?
É que os únicos que continuam em liberdade - e muito mais satisfeitos - são os peixes...

5 - Será um "Free Willy, Episódio -3", no género bi-trilogia Star Wars!?!?

A história seria quando ele, ainda pêxe miúdo, foi salvo de todos os anzóis de vil pescador porque os budistas o alimentaram a minhocas de 2000 dólares...

... E depois danaram-se e puseram-no a render num parque aquático!!
Ups!! Isto não era pra se saber já; era só no Episódio -1!!!

6 - Será que os moços não repararam que assim engordam os donos das lojas e matam os pescadores de fomeca!?!?
É que peixe satisfeito não morde anzol...

7 - Depois disto tudo, até estou com medo de continuar a pesquisa...

16 fevereiro 2004

Blog está de luto 

Morreu o pai do Nãnã, o avô da «Rita que chegou ao mundo... E o mundo mudou para sempre».

Como sinal de respeito pela dor deste nosso querido amigo - e em sentida homenagem ao Sr. Quim, com quem passámos muitas e boas noites de amena cavaqueira e a quem muito admirávamos- será guardado silêncio internáutico durante a noite de hoje e todo o dia e noite de amanhã.

Obrigado pela compreensão de todos.

14 fevereiro 2004

"Roubo" por telefone: The end 

Tal como prometido, eis como terminou a história do homem vulgar que recebeu o telefonema:

O homem vulgar apareceu no local e hora combinada, com o dinheiro que lhe tinha sido exigido.
Foi-lhe apontada uma arma à cabeça: levaram-lhe o dinheiro e tudo o que tinha no carro.

A prova de que estes criminosos não tinham nada de estúpidos é que não levaram o carro.
Demasiado fácil de identificar...

O homem vulgar voltou para casa e a sua família continua a salvo.

Correm mil e uma versões do final desta história, bem como do seu início...
... Mas, a verdade, é que o homem vulgar ficou sem a tal quantia em dinheiro.

Talvez tenha gasto o dinheiro na borga com outra e agora não saiba como justificar esse gasto à mulher...

13 fevereiro 2004

O.K, we're back in business (*) 

Depois da Porca ter estado hoje, todo o santo dia, a dar erro na página, lá me decidi a procurar uma solução com dois dos melhores programadores que conheço: Paula e Nuno Cainço, os dois manos que fazem o Leiria-na.net.

O que mudou desta vez?: o servidor de comentários.
E como eu tinha um ficheiro de backup desde meados de Janeiro, não se admirem de ver todos os comentários antigos no devido lugar mas...

- sem links e emails de quem os fez;

- todos com a data de 13 de Fevereiro.

Tive de voltar a colocá-los um a um...

Mas antes isso que perder tudo, como aconteceu das outras vezes, lembram-se???
Ainda não me recompus de ter perdido os comentários das minhas prendas de Natal aos amigos...

Obrigado a todos os que vieram cá hoje e não puderam escrever, em especial à Secretly que deixou a sua marca no Guest Map.

Façam como ela... Mas, desta vez, escrevam também nos Comments!!

(*) título "roubado" a um post do fiel leitor e participante na Porca, Nuno Cainço - depois pago-te os direitos de autor, está bem???

O Porco, aquela "arma revolucionária"... 

Atentem nesta notícia da TSF:

«Banha de porco contra atentados

As autoridades israelitas estão a planear colocar sacos cheios de banha de porco nos autocarros para dissuadir os palestinos de cometerem ataques suicidas, revela esta quinta-feira, o diário israelita "Maariv".

A polícia israelita explica que os terroristas, ao rebentarem bombas nos autocarros, ficariam conspurcados por esse animal considerado impuro pela religião muçulmana.

As autoridades rabínicas aceitam o uso desta "arma revolucionária", apesar de o judaísmo também considerar o porco um animal impuro.

O rabino de Eliezer Moshé Fischer, director de um instituto de estudos talmúdicos em Jerusalém, já fez saber que considera "legítima" a utilização de sacos de banha de porco para proteger os locais públicos.»


Num blog com este nome, não sei se me sinta honrada ou nem por isso...

Afinal de contas, fazer da banha de porco uma arma revolucionária anti-terrorismo é como ter a prova de que o desespero obriga ao aparecimento de medidas originais que, até prova em contrário, não podem ser apelidadas de disparatadas.

E pergunto-me:

- Em que local dos super-lotados autocarros que circulam naqueles países vão colocar os ditos sacos?
1 . Se for nos bancos, são mais pessoas a viajar de pé;
2 . Se for pendurados nos puxadores, não haverá terrorista que ali entre, pois os ditos sacos seriam visíveis ainda o autocarro estaria a léguas;

De qualquer das formas, depois de terem anunciado tal medida, aposto que os terroristas se dedicarão a matar nas paragens dos autocarros e não nos transportes propriamente ditos...

- Porque é que o xenófobo do Hitler nunca se lembrou de tal coisa relativamente aos judeus que tanto odiava?
Teria poupado milhares de vidas e muito dinheiro nas suas contas de gás...

- Porquê sacos de banha?
Podiam ter decidido colocar pratinhos com pézinhos de coentrada... Era mais um tacho para este país de tanga!!

- Porque é o Bush não se lembrou de entrar no Iraque à força da banha de porco?!?

- Hoje é a banha de porco, amanhã, quem sabe:
1 . Os intestinos de vaca para controlar os indianos que lutam por Cashmira?!?!
2 . Cuspo de pomba virgem para lutar contra cabelos rebeldes?!?!
3 . Trampa de galo cantadeiro para combater os pés de galinha?!?!?

Esperam-se por mais ataques de imaginação...

11 fevereiro 2004

“Roubo” por telefone chega a Leiria 

Estás a trabalhar na tua empresa e o dia já vai longo.

Não és podre de rico/a, mas pode-se dizer que vives muito bem, além de que já tens mais que idade para seres avô / avó.

O telefone do escritório toca e tu atendes.
Do outro lado, alguém ordena que vás a determinado lugar, levando contigo uma razoável quantia em dinheiro, «se não queres que a tua família sofra as consequências».

Infelizmente, este episódio foi bem real e aconteceu em Leiria.

Prometo que, daqui a uns dias, vos conto como é que este episódio da vida de um homem vulgar terminou…

… Mas, por agora, o que lanço como debate, é muito simples:

- Que tipo de situações podem ter estado na origem deste tipo de telefonema: Chantagem? Ladrões mais atentos ao enriquecimento de outrém?

- E se o telefonema tivesse sido para ti, o que farias?

PS: Nunito, não vale a pena ligares que não te vou contar a quem é que isto aconteceu! E não tem nada a ver com o meu local de trabalho, O.K.?!?

Porca muda de visual 

Como teria sido impossível de não reparar, a Porca mudou de visual.

Despiu-se de um verde esperança e vestiu-se de um tão criticado leque de rosas.

E sabem porquê?

Eu já expliquei no perfil do blog, mas se ainda não deram por ela…

É que de esperança são feitos todos os nossos dias: esperança de que as coisas corram melhor, que tudo evolua no bom sentido, que as nossas vidas sejam repletas de paz, felicidade e sucesso em todos os quadrantes.

Em suma, esperamos que a nossa vida, – e não obstante o estado crítico de tudo o resto que nos rodeia, tal como a Nação - um dia, seja um pouco cor-de-rosa.

Como tal, decidi que esse tal cor-de-rosa pode perfeitamente começar a entrar nas vossas vidas… Aqui mesmo!

07 fevereiro 2004

Não restam dúvidas: somos mesmo espanhóis!! 

Estava agora a ver a SIC Notícias e eis que surge a resposta para todas as dúvidas do texto anterior: somos definitivamente espanhóis!!!

Para quem não está a acreditar, basta ir a http://www.servicaixa.com e procurar no Calendário, onde diz "Seleccione província/povoação".

Aí, encontrará Portugal e Lisboa "entalados" entre Pontevedra e Salamanca e suas respectivas capitais de distrito.

Parece que a Ibéria é uma realidade, mas que só os espanhóis deram por isso...

Digo isto desta forma porque, apesar de há mais de um mês o dito site ter sido inundado de reclamações relativamente a este "pequeno lapso", ainda não se dignaram a reparar o mesmo.

Dedicado a vendas de bilhetes para o mais diverso tipo de espectáculos, este site serve assim para promover o "Rock in Rio - Lisboa" como mais um evento musical importante e de relevo à escala europeia...
Que se realizará numa província espanhola chamada Portugal...

E sabem quem é que esteve na origem desta invasão dos nuestros hermanos, e apesar de se ter tentado descartar de qualquer responsabilidade no assunto?!?!

O EL CORTE INGLÉS!!! (C.I.)

Basta escolherem todos os eventos e efectuarem a tal pesquisa para verem que só lá vêm filmes exibidos no C.I., e não vale a pena clicarem nas opções "Exibir filmes (Lisboa)" ou "Cinemas em outras cidades" porque só aparece o C.I.!!

E andavam os comerciantes deste país (desta província, desculpem... É o hábito!!!) preocupados porque lojas como a Zara, Pull & Bear e outras espanholadas que tais lhes andavam a dar cabo do mercado...

Afinal, bastou um único centro comercial para nos tornar espanhóis, não é incrível?!?!

Em relação aos Comments 

Como devem ter reparado, nos últimos dias o servidor dos Comments foi abaixo, o que fez com que:

- A Porca abrisse com erros de página e só aparecia o último texto publicado;

- Os Comments não estivessem disponíveis, apesar de, em algumas noites, ainda dar para inserir comentários.

Peço desculpa pelo incómodo para os caros leitores, mas esta é uma daquelas coisas que eu não controlo.

Não obstante tudo isto, a Porca vai manter o mesmo sistema de comentários porque, pelo menos até aqui, não se perderam nenhum dos antigos posts feitos ao blog.

O Comment This!! poderá até nem ser o melhor servidor de comentários que existe na net, mas é gratuito e não me rouba os vossos pensamentos e considerações.

Contudo, se alguém conhecer algum servidor melhor e, muito importante, igualmente gratuito, a Porca agradece desde já algumas dicas...

05 fevereiro 2004

Afinal, somos espanhóis ou não?!? 

Atendendo ao que ouvi hoje na TSF, julgo que esta é a última questão que deve ter surgido na mente de muitos portugueses...

Se o Governo espanhol - leia-se José Maria Aznar - anda a dar autorização aos armadores do seu país para pescarem em águas açorianas desde o primeiro dia deste ano, é porque os Açores são espanhóis...

Aplicando um básico silogismo demonstrativo: se os Açores são espanhóis e, a última vez que olhei para o mapa eles faziam parte de um arquipélago que está integrado no país onde moro, então eu sou espanhola.
E comigo todos os outros que pensam que ainda fazem parte da população de um país chamado Portugal...

Agora vêm aquelas dúvidas existênciais todas:

1 - Será que o nosso Portugal foi vítima de um take over amistável enquanto todos nós dormíamos e ninguém nos disse nada??
Se sim, onde é que estava o Paulo Portas quando isso aconteceu: a dormir nalgum submarino dos que pensa comprar??

2 -Se Portugal ainda não é uma colónia espanhola, será que nós lhes demos as nossas ilhas para que nos deixem de deitar o olho de uma vez por todas?
Se sim, então o que vai acontecer ao Alberto João Jardim??? Também na última vez que olhei para o mapa, a Madeira ainda era um arquipélago...

3 -Se nada disto aconteceu, porque é o Governo espanhol dá ordens no que é português? Terão eles uma versão mais actualizada do mapa europeu?
Se sim, quem foi o camelo que lhes deu as ilhas??
E se não deu, trocou-as porquê: por um bilhete na varanda junto à igreja onde vai casar o príncipe Filipe???

4 -E por falar em realeza... O que é que vai ser do Duque de Bragança?
Da Isabelinha??
Das crianças deles???
Sim, porque nisto de sermos espanhóis, quem é que não prefere uma Letícia e/ou um Filipe a estes dois que ainda ninguém percebeu qual é o papel deles neste filme que mais parece um de Manoel de Oliveira??

5 - Quer isto dizer que agora o Pedrito de Portugal já pode trabalhar nas praças de touros mais perto de nós??
E como é que ele se vai chamar agora: "Pedrito de ex-Portugal agora Espanha"??

6 -O que é vai acontecer ao cozido à portuguesa e
ás mil maneiras portuguesas de cozinhar bacalhau??
Vão ser substituídos pela paella??

7 -Quem foi a besta que assinou o documento que diminui as águas territoriais portuguesas em 100 milhas??
E onde é que estava o António Vitorino quando isso aconteceu??

8 -Quem é que vai ter com os pescadores açorianos para os ajudar na luta em mar, para a qual eles já se estão a preparar?
Será o Paulo Portas e os seus submarinos??

E, mais importante que tudo isto:

9 - Se somos mesmo espanhóis, será que esta Porca de Vida vai melhorar e eu deixarei de ter razões de queixa do estado desta nação outrora portuguesa???

04 fevereiro 2004

Das porcarias do trânsito e outros afins 

Bem sei que o texto das rotundas foi o que mais comentários e ideários gerou mas o tema de hoje não tem dessas redondices...

Quase todos conhecemos o verdadeiro atrofio que são os entroncamentos das estradas nacionais a horas de ponta.
Principalmente quando o trajecto dessas ditas estradas coincide com as entradas e saídas de grandes cidades ou passa pelas principais superfícies comerciais da mesma.

Leiria não será uma graaanndeee cidade, mas é capital de distrito e nela concentra muita mão-de-obra que ali não vive.

Tal facto, além dos supra-citados engarrafamentos, provoca fenómenos estranhos em peões que habitam num raio de três a quatro quilómetros da cidade.

Comecemos então pelo trânsito pedonal.

- Ver peões em plena Estrada Nacional N.º 1, com sacos de compras do Continente ou do Lidl, é um acontecimento cada vez mais frequente, principalmente em horário pós-laboral, que é como quem diz, ao princípio da noite...
Por essa mesma estrada passam condutores apressados, que usam essas mesmas bermas - por onde circulam peões e suas compras - para mais depressa chegarem à saída pretendida.
E, nem uns, nem outros, temem que aconteça alguma desgraça...

- Esses mesmos peões, ao contrário do que se poderia pensar, são de todas as idades, nacionalidades e sexo. Com predominância para cidadãos do Leste, - facilmente identificáveis, não fossemos nós todos igualmente altos, louros e espadaúdos... - é vê-los a atravessarem as vias exactamente no local onde se encontram duas estradas nacionais, ou seja, aqueles spots onde os condutores dão as curvas a abrir e não vêem nada a não ser estrada...
Sim, porque lá iluminação sabemos nós que é coisa que não falta em qualquer via portuguesa, seja IC, caminho de cabras ou auto-estrada...

- Outros peões facilmente identificáveis são os que são largados nas rotundas (vide texto "Rotundamente Hilariante...") pelos seus chefes de obra e que, se não fosse estarem cobertos por tanto pó, se calhar nem eram visíveis para o mais atento dos automobilistas...

Tudo bem, não é preciso passar no exame de código da estrada para se poder andar a pé...

Não conhecerão estas criaturas uma coisa chamada autocarro, já que não devem andar com a sua própria viatura em dias de semana? Isto quando têm viatura, que o rendimento global, aqui como em todo o mundo, continua mal distribuído per capita...

Porém, em casos como este, tenho as minhas dúvidas: estes seres são um perigo para eles próprios e para os restantes que circulam de carro. Se não se importam que a desgraça lhes bata à porta, é uma coisa...
Mas fazerem da sua estupidez a desgraça dos outros, também não me parece coisa boa... Se bem que tal acontece em todas as situações da vida, por isso, porque não no trânsito???

Agora chegou a vez de me redimir...

Lembram-se do que disse dos camionistas no texto "Voyeur Acidental"?

Pois é, vai-se a ver, e em termos de circulação rodoviária, eles são mesmos nossos amigos.

- São eles que param para aliviar as filas da via contrária, deixando os condutores cruzarem a via em que circulam.

- Para além de darem passagem aos demais, são as suas fortes buzinadelas que muitas das vezes chamam a atenção dos restantes automobilistas para a presença de peões estúpidos em plena E.N..

E ainda se recordam de ter falado nos tipos da construção civil, aqueles que fazem das rotundas paragens de transportes privados?

O.K., afinal, tudo o que atrás disse dos camionistas também se aplica a eles...

- Estes dois profissionais, uns que vivem na estrada e outros que percorrem todos os dias quilómetros delas para chegarem ao seu posto de trabalho, são dos poucos que põem em prática aquela técnica que um jornalista da TSF chamou de «pingue pongue» e que eu prefiro chamar de «fecho éclair» (nem sei se é assim que se escreve éclair...).
Tal consiste, nada mais nada menos, em intercalar um carro que circula em determinada via, com outro que está a tentar entrar na mesma, por forma a que o trânsito escoe mais depressa ao invés de desatar tudo a colar a mão na buzina...

É bom constatar que nesta Porca de Vida ainda existem pessoas que tentam facilitar as coisas aos demais humanos que, tal como eles, também só querem terminar a sua viagem o mais rápido possível para chegar a casa...

Se não fossem eles, demoraria séculos a chegar à minha...

Mas é quando eles não estão que aprecio a estupidez humana em toda a sua grandeza, e tal aplica-se aos peões das E.N. - que depois se admiram muito e protestam quando são atropelados - e a automobilistas parvos, como todos somos num ou noutro dia, que só pensam em si próprios e criam as maiores confusões...

Acreditem, é tão mais fácil circular numa pecuária...

Ao menos os porcos não nos atropelam...

Se bem que a maioria dos varrascos tem porte de camião....

Oferta de emprego com PC portátil acoplado 

Para todos os que pensam que este blog não serve para nada, aqui está a prova em contrário.

Eis uma oferta de emprego que chegou via Comments.
Se conhecerem alguém interessado, não se coíbam de ir ao site e contactar os responsáveis da empresa.

«Conheces alguém que queira ser comercial do www.leiria-na.net ?
Boa comissão e talvez um portátil para visitas a clientes!
O que exigimos?: Relatório de vendas e claro vendas, muitas vendas!»

Estive a pensar... 

Antes do mais, um muito obrigado ao Nuno Crespo e sê bem vindo à Porca de Vida!!
Façam o favor de ir aos Comments do texto anterior e ler a intervenção dele!!!

Depois de ter lançado este tema de debate, e já com a cabeça bem mais fresca, pus-me a pensar e cheguei à seguinte conclusão: Mesmo que este blog «não interesse a ninguém, só aos meus amigos», os meus amigos são, para mim, das pessoas mais importantes que existem.

Escrever, nem que seja só para eles, se calhar é ter uma audiência bem mais vasta que muitos pasquins de paróquia.

Além do mais, os meus amigos não são «ninguém», são os meus amigos.
E se calhar tenho mais que a pessoa que teceu esse comentário tão pouco claro para quem tem mais porquices em que pensar.

Amigos: nem que sejam só vocês a lerem o que escrevo, já vale a pena deitar-me tarde para escrever.
Têm sido um público fantástico.

Obrigado por tudo e continuem a vir à Porca que ela vai contar-vos muito mais coisas...

03 fevereiro 2004

Tema deste debate: o blog da Porca não interessa a ninguém 

Recebi no outro dia, via telefone, um comentário a este blog que dizia, nada mais nada menos, «o teu blog não interessa a ninguém, pois não? Só aos teus amigos e a mais ninguém...».

Ora, gostava de ouvir a vossa opinião acerca deste humilde blog, pela simples razão de que grandes discussões se geraram em torno de alguns textos, como o das rotundas, o que me deu a sensação deste não ser um blog de todo desinteressante...

Mas como sou eu que escrevo os textos, preferia deixar de lado as minhas sensações e recolher as vossas opiniões.

Está aberta a discussão.
Tudo a carregar no Coments e a dizer de sua justiça.

Mais uma ausência... O Simão foi operado 

Caros amigos da Porca:

Perdoem-me mais uma ausência, mas desta vez julgo que o problema ficou resolvido de vez: o Simão foi operado de urgência no sábado passado.

Tiraram-lhe cerca de 30 cm de intestino e veio para casa a soro, o que fez com que não estivéssemos em nossa casa, mas em casa dos meus pais a fazer enfermagem canina.

Esqueçam, que nós não fazemos isto a mais nenhum cão, nem por todo o dinheiro do mundo... Bem, talvez ao Tomás... Ou à Cuca, e de graça, mas é preciso que não nos tentem morder!!!

Parece que levámos a maior tareia das nossas vidas quando estamos a falar de lutar com um cão de 4 meses e a soro!!

O bicho tem cá uma força e uma coragem que nos disseram que íamos ter muitos problemas com ele.
Ele é tão forte que não se queixa, e os sintomas das doenças só aparecem muito mais tarde porque a vontade dele de brincar e viver é tão grande que lhe dá uma maior resistência à dor.

Foi muito duro passar duas noites em branco, com um cachorro esganado de fome e de sede e a não poder comer nem beber durante 24 horas.

E mais duro é pôr-lhe um açaime para ele não lamber o chão ou comer pedritas enquanto o faz... Dói olhar para ele, com um funil enorme em torno da cabeça e de açaime...

E, agora, só bebe caldos feitos com meio litro de água e meia lata pequenina de um patê para cães com problemas gastro-intestinais.
Vai ser assim no próximo mês: caldos para não fazer mal aos intestinos.
E o Simão esganado com fome...

Mas o que importa agora é que estou de volta, o cão está bem e a Porca vai voltar à vida!!!

Vamos a isso, pessoal?!!??


Weblog Commenting by HaloScan.com

This page is powered by Blogger. Isn't yours?